Rádio Atalaia FM
PLATAFORMA CHOP
DOAÇAO DE ORGAO GOV NOVO
AVANÇO NA ECONOMIA

Setor sucroalcooleiro deve alavancar a geração de emprego em AL nos próximos meses

Setor sucroalcooleiro deve alavancar a geração de emprego em AL nos próximos meses

04/10/2019 09h26
Por: ADMINISTRADOR
Fonte: *Redação Alagoas Alerta com Agência Alagoas
2.396
AVANÇO NA ECONOMIA
AVANÇO NA ECONOMIA

O mercado de trabalho alagoano acompanha as estimativas da região Nordeste e do País e mantém-se aquecido no quesito criação de novas vagas de emprego. A expectativa para os próximos meses em Alagoas é positiva, já que um dos setores que deve apresentar mudanças quanto às contratações é o sucroalcooleiro.

A agroindústria da cana-de-açúcar é a principal atividade econômica de Alagoas. Com o início da moagem para a safra 2019/2020, a retomada de crescimento do setor traz relevância à economia do estado com geração de emprego e renda, modificando o cenário.

Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) mostram que, pelo segundo mês consecutivo, há geração de empregos formais, apresentando um saldo de 1.470 e 3.498 para julho e agosto de 2019, respectivamente.

Considerando as especificidades do estado, a retração de -0,08% em 12 meses, na análise relativa com o mesmo mês do ano anterior, está ligada à sazonalidade, que tem sua estrutura produtiva pautada na agropecuária, precisamente no setor sucroalcooleiro, sendo assim possui um período de contratação vinculado a safra. Dos aproximadamente 18 mil fechamentos de vagas de trabalho, 16.222 estão relacionados à indústria de transformação no saldo de janeiro a agosto de 2019.

Ainda nesse contexto, Pernambuco, que possui a mesma sazonalidade, retraiu -0,35%. De um saldo de aproximadamente 12 mil desligamentos, 11 mil são relacionados à indústria de transformação, precisamente indústria de produtos alimentícios, bebidas e álcool etílico.

O secretário de Estado da Fazenda de Alagoas, George Santoro, afirma que essa retomada de crescimento para os próximos meses tem grande importância, representando geração de emprego e renda para os trabalhadores e ocupação de mão de obra no mercado de trabalho.

“Alagoas e Pernambuco são estados semelhantes. Há essa sazonalidade quanto às contratações de mão de obra voltadas ao setor sucroalcooleiro. Se analisarmos os dados do Caged, as cidades alagoanas que apresentaram quedas no número de empregos são justamente as ligadas ao setor e esse cenário, com a moagem para a safra 2019/2020, deve começar a modificar. Nossa expectativa é positiva para o estado”, colocou.

Conforme o Boletim Conjuntura Econômica divulgado pela Sefaz-AL, a região Nordeste e Alagoas acompanham as reduções na taxa de desemprego do país. Construção Civil e Agropecuária foram destaque nos últimos meses.

Os dados do Caged, em relação aos meses de junho e julho, apontam que o Estado abriu 1.470 vagas com carteira assinada, uma alta de 0,45%. A construção civil foi responsável pela abertura de 1.439 vagas formais no período, uma alta de 7,12% em relação ao mesmo período de 2018. A criação de postos de trabalho também foi puxada pela agropecuária, que abriu 658 postos com carteira assinada, um crescimento de 6,40% em relação a junho. 

*Redação Alagoas Alerta com Agência Alagoas

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários