Rádio Atalaia FM
Terça, 15 de Junho de 2021
82993138001
Câmara dos Deputados Câmara dos Deputados

Esporte poderá mediar acordo para destinar recursos a esporte paralímpico

Comitê Brasileiro de Clubes Paralímpicos reclama que não está recebendo verbas a que teria direito

28/05/2021 14h02
20
Por: ADMINISTRADOR Fonte: Agência Câmara de Notícias
Ribeiro:
Ribeiro: "Não queremos que o atleta na ponta seja prejudicado” - (Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados)

A Comissão do Esporte da Câmara dos Deputados deverá mediar um acordo entre o Comitê Brasileiro de Clubes Paralímpicos (CBCP) e o Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) para resolver um impasse relativo à transferência de recursos para o CBCP. A reclamação do presidente da entidade paralímpica, João Batista Carvalho e Silva, é que o comitê não está recebendo verbas que caberiam a ele, inclusive retroativas.

O assunto foi tema de uma videoconferência promovida nesta sexta-feira (28) pela Comissão do Esporte, sob a coordenação do deputado Julio Cesar Ribeiro (Republicanos-DF). Do debate participaram João Batista Carvalho e Silva, e representantes do governo federal, mas não o CBC.

“Há uma situação não resolvida. Entrei em contato com o CBC e eles querem falar sobre o tema", avisou Ribeiro. "Depois a gente vê uma data que seja boa para todos, para que possa ser feita uma mesa redonda e todos tenham o direito de falar e tentar chegar a um denominador comum. Não queremos que o atleta na ponta seja prejudicado.”

No passado, era o CBC quem devia aplicar recursos oriundos de loterias em atividades paradesportivas. Essa responsabilidade foi retirada em outubro de 2020, após a criação do Comitê Brasileiro de Clubes Paralímpicos, em julho do mesmo ano.

Conforme explicou João Batista Carvalho e Silva, porém, apesar de ter incluído o CBCP no Sistema Nacional do Desporto, a legislação vigente traz dispositivos que impedem a destinação de recursos à entidade.

Dinheiro na Caixa
O presidente do CBCP defende também que a entidade receba recursos de loterias que não teriam sido repassados pelo Comitê Brasileiro de Clubes para o esporte paralímpico e seguiram para contas de poupança.

Em 2019, segundo dados trazidos por Silva, cerca de R$ 83,5 milhões destinados ao fomento dos atletas paralímpicos estavam acumulados em contas da Caixa Econômica e do Banco do Brasil. Não existe entendimento se esse dinheiro, anterior à criação do CBCP, caberia à entidade de fato.

“É um embaraço. Não são só recursos a partir de outubro de 2020. São recursos anteriores também. Eles não pertencem ao CBCP, mas pertencem ao movimento do esporte das pessoas com deficiência”, defendeu Silva.

Também presente na videoconferência, o secretário nacional do Paradesporto da Secretaria Especial do Esporte, José Agtônio Guedes, defendeu um acordo sobre o assunto. “Temos essa dificuldade de entendimento da aplicabilidade da legislação. Os recursos estão em conta poupança. Precisamos resolver os recursos que serão destinados futuramente”, disse.

Atalaia - AL
Atualizado às 13h49 - Fonte: Climatempo
26°
Chuva

Mín. 21° Máx. 26°

27° Sensação
19.5 km/h Vento
65.9% Umidade do ar
90% (3mm) Chance de chuva
Amanhã (16/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 28°

Sol e Chuva
Quinta (17/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 28°

Sol e Chuva
Mais lidas
Ele1 - Criar site de notícias